quinta-feira, 28 de julho de 2011

Amy, Ariel e a derrota do nada




































Nossa Senhora de Akita, Mãe e Rainha do Japão

É com tristeza que eu recebo a notícia da morte do leão Ariel, ontem, em São Paulo, mas mais triste ainda me deixa este comentário no Twitter: "Me abalei mais com a morte do leão Ariel do que com a da [cantora inglesa] Amy [Winehouse, morta sábado passado]". Eu fiquei verdadeiramente chocado com a morte de Amy Winehouse, e isto me suscita a pergunta para onde vai tudo, não como um discurso, mas o destino real, verdadeiro e definitivo de tudo. Hoje, uma grande amiga minha parte ao Japão, em missão, com o desejo de entregar a vida para que os japoneses conheçam a Deus. Para mim isto é o destino: Cristo, aqui e agora, destino tanto do leão Ariel quanto da pobre Amy Winehouse, ceifada na plenitude da juventude. É a resurreição em ato, a derrota do nada, o juízo definitivo sobre Amy, Ariel e o mundo inteiro.